quarta-feira, 7 de junho de 2017

Lar e Lugar - Paulo Cilas

O Eterno pensou em um lar para o homem, não apenas um lugar. O Edem - que é jardim fechado = Paraíso consistia em conversa ao fim do dia,  nomeação de animais, descobertas da convivência,etc. Enfim, tudo que reproduzia o recôndito de um lar.

Mas o homem peca. Ao  lugar de vida - Paraíso- não pode mais ter acesso. Agora espalha- se por lugares inóspitos. Qualquer lugar!

No plano de Deus de trazer o homem de volta ao Lar Jesus  é a "figura central". E Ele afirma que o Reino está dentro de nós. Ou seja, antes de voltarmos ao Lar os princípios do lar devem prevalecer em nós.

Daí o perigo do pecado. Somos pecadores corruptíveis na carne, contudo sem sermos escravos dele.
mas se amamos o pecado expulsamos os "princípios do REINO-LAR  de dentro de nós. Continuamos indo para qualquer lugar. Inclusive inferno como conexão ao lago de fogo, que é a segunda morte.

Por quê não amar o mundo? Porque ele é dominado pelo maligno e seu o príncipe tenta convencer o homem a amar os lugares enganosos. Entretanto basta uma olhadela rápida, porém sincera, para perceber que todos os lugares estão contaminados. Só o Reino dentro de nós que não.

"Na casa de meu  Pai há muitas moradas"! Nessa afirmação Jesus - O Restaurador do REINO-LAR-
nos garante acesso futuro a um novo Paraíso.

"Vou prepara lugar"! Como advogado, como sacerdote Ele vai trabalhando junto ao Pai para que nossa presença, isto é ,  a presença das daqueles que mantiveram os "princípios" em seus corações, esteja garantida.

"Para que aonde eu estiver vocês estejam também"! Ele voltou para o Pai - conversa face a face, presença real,etc. E nos quer junto dele, em torno da mesa, no bate papo de uma caminhada, nas explicações e entendimentos definitivos das coisas da vida. Resumindo, tudo, absolutamente tudo que só existe em um lar, não em qualquer lugar.

Independência ou Morte - Paulo Cilas

  Há um outro brado definitivamente melhor  do que o do Ipiranga. É o brado de Cristo na cruz: "Está consumado!" Esse é o verdade...