Postagens

Os essenciais na fé cristã - Luiz Fernando dos Santos

Imagem
“Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas” (1 Pedro 2.21).

A vida cristã não se resume em seus postulados, em suas doutrinas, em sua ética ou em sua liturgia. Essas coisas são importantes, são partes inerentes do todo da vida cristã. Contudo, nesses dias em preparação para a Páscoa nada é mais importante do que nos voltarmos todos para os essenciais de nossa fé.

Ser cristão é seguir e imitar o exemplo de Jesus. O discípulo fala o que ouve do seu mestre, imita as suas ações, redefine-se a partir daquilo mesmo que encontra no caráter na personalidade do mestre. Não se trata de aprender belas lições de vida, de haurir uma sabedoria arcana, saber interpretar a própria sorte à luz de conhecimentos psicológicos e etc., ainda que em algum momento isso possa acontecer e até servir para alguma coisa, não é disso que trata o discipulado.

Todos os cristãos são convocados para a cruz. Todos, sem exceções, somos convoc…

Sã doutrina ou doutrina contra outra, um breve ensaio - Paulo Cilas

Imagem
Há muito percebi que grandes vultos cristãos querendo pregar a verdade, em algum momento se detinham mais em combater as doutrinas anteriores - e muitas vezes erradas mesmo, e também impondo aquilo que eles com honestidade julgavam certo ao invés de anunciar  tão somente"a Sã Doutrina". Chamo-os de grandes vultos porque de fato o são. Nós os lemos e aprendemos com eles muitas coisas: Agostinho, Tomás, Lutero, Calvino, Wesley e tantos outros iguais ou mais importantes ( esses foram os que me ocorreram imediatamente em minha mente obtusa e pobre de história).
Em tempos atuais ouvimos, lemos e ouvimos em vídeos ou ao vivo muitos expoentes nacionais  e de fora. Nego-me a citar  os que se enriquecem em nome de Deus , espertos contumazes, donos de suas igrejas, que migram de "doutrina em "doutrina" sempre buscando benefícios de seu reino e não Do Reino.
Cito alguns daqueles que têm bom testemunho com suas vidas: são humildes, pessoalmente se portam como servos  e …

DESCULPA-ME, MAS SOU UM PÉSSIMO PASTOR...

Imagem
...Porque eu não vou mudar a minha voz para que você sinta segurança, achando que tenho alguma autoridade, quando eu falar;

...Porque eu não vou pensar por você para facilitar sua jornada espiritual;

...Porque eu não vou lhe ensinar a determinar ou dar ordens ao Pai, como um filho mimado o faz;

...Porque eu não vou lhe dizer que você é um vencedor quando a sua espiritualidade está falida;

...Porque eu não lhe direi que você é especial simplesmente por estar frequentando uma Igreja;

...Porque eu não alimentarei o seu ego pregando somente as coisas que você gosta de ouvir;

...Porque eu não lhe ensinarei a mover as mãos de Deus através de uma oferta sacrificial;

...Porque eu não vou lhe ensinar que se você entregar o dizimo sua responsabilidade com os necessitados estará cumprida;

...Porque eu não vou transformar a reunião do culto numa rave para que você fique atraído pelo ambiente;

...Porque eu não lhe darei uma lista do que pode ou do que não pode para você farisaicamente siga um man…

"Que tipo de resolução de Ano Novo deve o cristão fazer? GotQuestions.org

Imagem
A prática de se fazer resoluções de Ano Novo remonta aos antigos babilônios cerca de 3000 anos atrás. Há algo sobre o início de um novo ano que nos dá a sensação de um novo começo. Na realidade, não há uma diferença entre 31 de dezembro e 1 de janeiro. Nada místico ocorre à meia-noite do dia 31 de dezembro.  Se um cristão decidir fazer uma resolução de Ano Novo, que tipo de resolução deve ele ou ela fazer?

As resoluções de Ano Novo mais comuns são compromissos de largar um vício, gerir o dinheiro de forma mais sensata e passar mais tempo com a família. De longe, a resolução de Ano Novo mais comum é perder peso, em conjunto com fazer mais exercício e comer de forma mais saudável. Todos esses são bons objetivos. No entanto, 1 Timóteo 4:8 nos instrui a manter o exercício em perspectiva: "Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir." A grande maioria das resoluções de Ano Novo, …

Um Reino que não tem fim - Paulo Cilas

Imagem
É claro que quando comemorarmos o natal o que nos é a imagem da vem é festa, da alegria, da confraternização, da mensagem de paz, de união e muito mais. Mas o nascimento de Jesus aqui não foi um fim em si mesmo, isto é, ele não veio nascer aqui para somente trazer  a lembrança de tais coisas.Sabemos que o plano consistia não só na alegria do nascimento com anjos cantando "Glorias a Deus nas alturas", os magos trazendo presentes e a "estrela guia" . Mas, também, no que foi o momento crucial do porquê de seu nascimento: A morte, e morte de cruz. O filho nos dado, agora na cruz, é a maldição encarnada. Maldição de nossa queda, maldição de nosso pecado, maldição de nosso coração duro, maldição de  nossa maldade.
Como o próprio Jesus afirmara já próximo de sua morte: “a minh’alma está angustiada até a morte e o que direi? Eu vim para essa hora”.  Então fica claro que Jesus nasce para morrer e morre para instaurar definitivamente o seu reinado eterno após sua ressurreiç…

O que aconteceria se parássemos de comemorar o natal? por www.esbocandoideias.com

Imagem
Nos últimos anos têm aumentado o número de inimigos do natal. Que os ímpios distorcem totalmente o sentido dele – e de muitas outras coisas nesse mundo – não é novidade, porém, nos últimos anos, um bom grupo de crentes resolveu também distorcer seu sentido e simplesmente desistir do natal, aboli-lo de suas vidas e até de suas igrejas. Os argumentos são vários: Jesus não nasceu dia 25 de dezembro, a árvore de natal, os presépios e o dia do natal têm origem pagã, a data se tornou comercial, a bíblia não manda comemorar o natal, etc., etc., etc. Eles simplesmente resolveram desistir do natal baseados em argumentações diversas (e tenho que dizer absurdas). Até mesmo os reformadores, que em sua maioria eram a favor do natal, segundo eles, estavam errados! A hinologia cristã natalina também estaria equivocada e deveria ser abandonada… tudo que se construiu em torno do natal estaria errado, seria tudo satânico, demoníaco! Resolvi, então, fazer um breve exercício, ouvir essas vozes contrárias…

SENHOR DE TUDO - PAULO CILAS

Imagem
 No livro " Acima de tudo" Brennan Manning narra as muitas vezes em que Jesus "foi reduzido" às necessidades, maldades, anseios e caprichos humanos. Assim, foram criados:
    - O Jesus César - É a igreja embevecida com o poder, que posa ao lado de autoridades e acha que assim há maior relevância. Se vê influente por transitar nos bastidores do poder.
     - O Jesus Thomás de Torquemada - Inquisidor que matou e perseguiu milhares em nome de uma disciplina cristã. Quantos há que que em nome da fé desprezam o dom do amor.
      - O Jesus hippie - Revolucionário e anárquico. Quantas baboseiras também hoje em nome de uma liberdade vazia de conteúdo.
      - O Jesus yuppie- O cristianismo  de grife como testemunho da prosperidade do céu. Bens materiais e liturgias bem ajustadas, ora frias, ora extravagantes, representando "a glória de Deus".
  Acrescento ainda "O Jesus Sílvio Santos". Ele pegunta quem quer dinheiro? Abre as portas da esperança e oferece o …